Entre no Jusbrasil para imprimir conteúdo de Decisões

Imprima Decisões de vários Tribunais em um só lugar

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

jusbrasil.com.br
24 de Maio de 2018

Advogado previdenciário: 6 motivos para seguir a carreira

TIKAL TECH
Publicado por TIKAL TECH
há 3 meses

Advogado previdencirio

Antes de apresentar os motivos para se tornar um advogado previdenciário é preciso que se conheça não apenas função desse profissional que é cada vez mais procurado pelos seus clientes, mas também o que é a previdência.

Qual é a diferença entre previdência social e previdência privada?

Apesar de esses dois termos serem usados de forma comum, as duas expressões possuem suas diferenças, são elas:

Previdência Social é aquela que se refere ao benefício pago pelo INSS a todos os trabalhadores que contribuíram durante o período em que exerceu alguma função no mercado de trabalho, e que teve registro em CLT. Ela funciona como um seguro controlado pelo governo, que garante que o trabalhador continuará recebendo uma renda quando se aposentar, além disso, esse benefício ainda garante que o trabalhador não fique desamparado em caso de gravidez, acidente ou doença.

Já a Previdência Privada, como o próprio nome sugere, é uma opção do trabalhador, pois, é o segurado que determina se irá fazer essa reserva financeira para o seu futuro. Ela também é conhecida como Previdência Complementar, uma vez que, essa é uma forma de estabelecer a formação de uma reserva a ser usada tanto para complementar a renda recebida pelo INSS, quanto para realizar um projeto de vida, como o pagamento da faculdade dos filhos ou investir em um negócio próprio.

Em suma, na Previdência Social, todos os trabalhadores devem contribuir para promover a renda daqueles que irão se aposentar; esse sistema também é conhecido como regime de repartição simples. Enquanto que na Previdência Privada, a formação da reserva é individual e o beneficiário recebe no final todo o saldo acumulado ao longo do tempo.

O direito previdenciário

O Direito Previdenciário tem caráter eminentemente social, e tem como principal objetivo garantir os direitos básicos dos cidadãos no que diz respeito à assistência social e à previdência social relacionados aos eventos idade, morte e doença.

Advogado previdencirio

O atendimento à assistência social é composto do direito ao benefício de prestação continuada designado Amparo Social ao Deficiente ou ao Idoso, que faz parte da LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social).

Por permanecer inserido na área do direito público – no qual se pressupõe emergir o atendimento direto das prerrogativas da cidadania -, o Direito Previdenciário serve aos cidadãos em uma demanda cada vez maior, principalmente no que diz respeito as ações judiciais, sendo elas consequência da ineficácia do Estado em cumprir com as leis que regem as questões previdenciárias.

Assim sendo, o segurado tem seu pedido de aposentadoria negado pelo órgão previdenciário nacional (INSS) e, por essa razão, ele precisa recorrer ao trabalho especializado para alcançar o seu objetivo que é receber sua aposentadoria de forma justa, com amparo na lei.

Essa negação do pedido de aposentadoria do segurado, acontece por questões políticas e econômicas de interesse dos governos, mas também pela falta de comunicação adequada entre as normativas administrativas do INSS e a legislação constitucional e ordinária que rege o Direito Previdenciário.

Em suma, isso significa dizer, por exemplo, que um segurado do INSS que está verdadeiramente incapacitado para seu trabalho, pode deixar de obter o seu benefício de auxílio-doença – que é um direto – por não atender aos ditames administrativos da Previdência, consubstanciados muitas vezes em seleção inadequada do possuidor do direito vindicado.

E por essa razão, é fundamental que seja realizada a contratação de um advogado previdenciário a partir do momento que o segurado for dar entrada no pedido de aposentadoria, dessa forma, o segurado terá plena certeza de que toda a documentação obtida comprovará que ele tem direito ao benefício.

Quem é o advogado previdenciário?

Dentre as funções pertinentes ao cargo de advogado previdenciário as que mais se destacam são atender, acompanhar e fiscalizar todos os atos e procedimentos necessários que assegurem os benefícios direcionados aos segurados do INSS. Ou seja, o advogado previdenciário deve colocar em prática, fazendo-se valer o que dispõe o artigo 621 das Instruções Normativas do INSS:

“O INSS deve conceder o melhor benefício a que o segurado fizer jus, cabendo ao servidor orientar nesse sentido”.

Com o intuito de alcançar os objetivos desejados de forma correta e justa para o trabalhador, o advogado previdenciário pode ser contratado desde o início do processo de pedido de aposentadoria, visando orientar e apresentar ao seu cliente as ações mais vantajosas a serem tomadas junto ao INSS.

Dessa forma, o advogado previdenciário evitará que o benefício seja deferido ou negado pelo sistema previdenciário, além disso, esse profissional ainda irá ajudar o trabalhador na correção dos cálculos de reajuste de valores concedidos.

Dessa forma, os segurados que procuram os advogados previdenciários são aqueles que buscam os seus benefícios para:

– Contagem de tempo de serviço;

– Assessoramento e planejamento de benefício previdenciário mais benéfico;

– Encaminhamento de benefícios previdenciário tanto na esfera administrativa como judicial;

– Aposentadoria por tempo de serviço e/ ou contribuição;

– Aposentadoria especial;

– Aposentadoria por idade;

– Aposentadoria por invalidez;

– Auxílio-acidente;

– Auxílio-doença;

_ Auxílio reclusão;

– Reabilitação profissional;

– Revisão de benefícios;

– Pensão por morte;

– Beneficio assistencial ao idoso e ao deficiente- LOAS;

– Revisão de benefício;

– Desaposentação;

– Averbação (período rural, militar e especial);

– Simulação de renda mensal do benefício;

– Reconhecimento de tempo como trabalhador rural.

Como um advogado previdenciário recebe seus clientes e sabe qual o tipo de benefício ele terá direito?

Para que um advogado previdenciário saiba qual o tipo de benefício o seu cliente tem direito, é preciso que ele tenha em mãos determinados documentos, tais como:

– cartilha de atendimento dos benefícios previdenciários

– documentação necessária

– provas de tempo e contribuição

– cópia de processo administrativo

– análise de processo administrativo, agendamento e desídia

– documentação do requerimento

– documentação do processo

– analise de processo de concessão inicial de benefício

– junta de recursos

– recursos para a Junta

– recursos para a CRSS

– mandado de segurança

– novos provimentos do INSS relativos a agendamento e trancamento dos recursos administrativos.

Dentre esses documento, é necessário ter em mãos, a carteira de trabalho, os recibos de recolhimento do INSS, notas de prestação de serviço e outras formas o trabalhador possa comprovar a realização de atividades profissionais, uma vez que esses documentos, representar uma das diversas formas de provar o direito assegurado e tornar o processo mais ágil e rápido.

Nesse ponto, vale ressaltar que no que diz respeito à Previdência Social, é preciso que o segurando esteja ciente que, tão importante quanto contratar o serviço de advogados previdenciários – com o objetivo de garantir que todos os seus direitos sejam concedidos de forma regular e justa, de acordo com sua contribuição ao longo de sua vida – é preciso que seja guardado tudo que possa ser utilizado como documentação no momento em que for dar início ao processo junto ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

Motivos para se tornar um advogado previdenciário

1. Flexibilidade no horário de trabalho

Um advogado previdenciário não tem necessariamente que bater seu cartão diariamente para atender os seus clientes ou ainda, ir em fóruns ou julgamentos.

Como todos os passos as ser dado para que seja dada a entrada no pedido de aposentadoria acontece com hora marcada, os horários ficam muito mais flexíveis, dando a oportunidade para que esse profissional se dedique a outras atividades, como a realização de cursos de aperfeiçoamento em sua área de atuação que é o direito previdenciário.

2. Não há necessidade de investimento em estrutura

Um escritório de um advogado previdenciário não precisa ser feito com muito luxo, com uma estrutura caríssima, isso porque, a maioria dos segurados que procuram esse tipo de serviço são de origem humilde, e um escritório que ostenta luxo pode afastar esse cliente em potencial.

Isso porque, ao entrar no local, ele pode pensar, se a estrutura do escritório é assim imagine o preço que vão cobrar.

Mas isso não significa que o seu ambiente de trabalho tenha que ser descuidado, mal organizado, ele apenas não requer o luxo de advogados de outros segmentos da profissão.

3. Networking

Uma grande vantagem em ser um advogado previdenciário é que a sua rede de contatos pode ser imensa em todos os ambientes que você percorrer, lhe dando dessa maneira, maior probabilidade de conseguir um número alto de clientes.

Além disso, com um bom networking formado, você consegue andar pelos “bastidores” dos fóruns, por exemplo, aumentando ainda mais o seu reconhecimento dentro do seu mercado de atuação, que é o direito previdenciário.

4. Alta rotatividade de cliente

Um advogado previdenciário tem um número alto de clientes, uma vez que a rotatividade e clientes e o número de serviços é bastante alto.

Essa alta rotatividade tem origem principalmente no famoso “boca a boca”, pois, quando você consegue resolver com eficiência o problema de um segurado no INSS, ele irá comentar com seus amigos, e a indicação é certeira.

E como consequência do aumento dessa rotatividade, tem-se os lucros que serão consideravelmente mais altos.

5. A nova reforma previdenciária

A nova reforma previdenciária assim como a que ocorreu em 1998, está abrindo uma gama de possibilidades, direitos e revisões para os advogados previdenciários, que terão mais trabalho do que nunca para conseguir garantir direitos do cidadão, direitos que simplesmente desaparecerão caso os advogados não atuem.

Ou seja, o advogado previdenciário terá a oportunidade de auxiliar milhares de brasileiros que estão desesperados com o riscos de alteração em sua aposentadoria. São milhares de brasileiros que estão passando por essa situação, então imagine a quantidade de caos que os advogados previdenciários não terão daqui pra frente.

Entretanto, para que esse aumento nos seus ganhos como advogado previdenciário aconteça é preciso que os advogados se prepararem e estejam disponíveis para todas as possibilidades de trabalho que a Reforma vai oferecer, dessa forma, eles irão ganhar muito dinheiro através de seu trabalho, que é garantir a toda a sociedade acesso aos seus direitos suprimidos pelo INSS.

6. Ajudar o próximo

Não estou falando que um advogado previdenciário deve atender gratuitamente as pessoas que o procurarem, na verdade seria bastante injusto, afinal você estudo e ainda estuda para chegar onde chegou.

O que estou dizendo é que um advogado previdenciário após cumprir com suas obrigações e com empenho, conseguir fazer com que aqueles que mais precisam consigam receber sua aposentadoria de maneira legal, ele certamente pode deixar sua cabeça no travesseiro com a sensação de missão cumprida, de que mais uma pessoa terá a possiblidade de ter o mínimo para viver.

Fonte: Blog DILIGEIRO

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)